Pombo perdido na França reaparece em Nova York

Desaparecido durante um vôo entre Calais, no norte da França, e Liverpool, Inglaterra, Billy, um pombo de corrida, foi encontrado em Nova York. Seu dono, John Warren, temia que Billy tivesse morrido, vítima de um vento forte ou de uma ave de rapina. Mas Billy, que embarcou hoje no Aeroporto JFK - dentro de uma gaiola plástica com água e alpiste - de volta para a Inglaterra, apareceu há 10 dias no pombal novaiorquino de Joseph Ida. Especialistas não crêem que Billy tenha cruzado o Atlântico sozinho. O mais provável, dizem, é que o pássaro tenha pousado, durante o cruzamento do Canal da Mancha, num navio que se dirigia aos EUA, e feito a viagem como clandestino. Joseph Ida localizou o dono de Billy graças ao número de identificação num anel colocado na perna da ave e a um contato com a Royal Pigeon Racing Association (Real Associação de Corridas de Pombos).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.