Pontos a negociar

Desistência de reeleição: Para chegar a um acordo com o governo de facto, Zelaya deve desistir de forçar a mudança da Constituição para permitir que ele volte a se elegerAções judiciais: Ao insistir na realização de uma consulta popular sobre a mudança da Constituição, considerada ilegal pela Justiça do país, Zelaya incorreu em vários delitos. Um acordo poderia incluir o arquivamento desses processosAnistia: Integrantes do governo de facto devem exigir dos mediadores a garantia de que não sofrerão sanções judiciais por ter participado do golpeEleições antecipadas: Como os candidatos à eleição presidencial de novembro não estão envolvidos diretamente no golpe, um acordo pode antecipar a votação para apressar a transiçãoGarantias individuais: O toque de recolher e outras medidas de força devem ser levantados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.