População foi contaminada por causa da omissão da intensidade dos vazamentos

As autoridades japonesas esconderam informações sobre o vazamento da central nuclear de Fukushima e, nos primeiros dias após o terremoto seguido de tsunami que danificou a usina, em março, a omissão submeteu os habitantes da região à contaminação radioativa. Segundo o New York Times, vítimas da catástrofe buscaram abrigo na cidade de Tsushima sem ser avisados de que os ventos carregavam partículas nocivas. As crianças podiam brincar ao ar livre e refugiados usavam água de uma fonte local para cozinhar enquanto as explosões em Fukushima ainda ocorriam. Ao menos 45% das 1.080 crianças da região submetidas a testes apresentaram contaminação radioativa na tireoide.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.