Popularidade de Blair sobe para 88%

Apontado como o "rosto diplomático" da coalizão antiterrorista internacional, o primeiro-ministro britânico, Tony Blair, acaba de obter o maior apoio popular de seu mandato, igualando-se a Winston Churchill durante a 2ª Guerra Mundial. Segundo pesquisa de opinião divulgada pelo jornal The Guardian, 88% dos britânicos acham que o primeiro-ministro trabalhista vem enfrentando "muito bem" a crise provocada pelos atentados terroristas de 11 de setembro nos Estados Unidos. A notícia foi recebida com satisfação em Downing Street 10 (residência oficial de Tony Blair), que retornou de um breve giro pelo Oriente Médio, marcado por um momento de grande dissabor. Ele esteve em Omã e no Egito. Queria também incluir a Arábia Saudita no roteiro, mas teve seu pedido para visitar Riad indeferido pelas autoridades locais. Os príncipes sauditas encontram-se divididos entre a lealdade à coalizão internacional que defendeu o país durante a Guerra do Golfo, em 1991, e o temor de uma escalada de violência muçulmana integrista no território. Leia o especial

Agencia Estado,

12 Outubro 2001 | 21h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.