Popularidade de Brown sobe após reação a ataques terroristas

Pesquisa aponta que 77% dos britânicos confiam nas ações do novo premiê

Agencia Estado

03 Julho 2007 | 15h27

A resposta firme, mas serena, do novo primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, aos atos terroristas cometidos no fim de semana, em Londres e Glasgow, fizeram aumentar sua popularidade e a do Partido Trabalhista. Brown foi elogiado tanto pela oposição como pelos defensores dos direitos humanos por conta de sua resposta às ameaças. Segundo uma pesquisa da Populus publicada nesta terça-feira, 3, pelo jornal The Times, 77% dos entrevistados consideram Brown um líder forte, o que significa um avanço de 14 pontos em apenas um mês. Essa porcentagem é muito superior à obtida pelo líder da oposição conservadora, David Cameron, a quem apenas 43% elogiam por sua firmeza. A proporção dos que dizem que Brown tem tudo o necessário para ser um bom primeiro-ministro cresceu 16 pontos, para 57%, contra 37% que pensam o mesmo sobre Cameron (4 pontos mais que a pesquisa anterior). A popularidade do Partido Trabalhista subiu quatro pontos e ficou em 37%, contra 34% dos conservadores, que caíram 2 pontos. Os liberal-democratas, terceiro partido britânico, obtiveram 18% de apoio entre os entrevistados. O avanço trabalhista gerou rumores sobre a possibilidade de Brown antecipar as próximas eleições. O novo premiê sucedeu o seu correligionário Tony Blair por meio de um acordo entre ambos e sem votação em 27 de junho.

Mais conteúdo sobre:
Gordon Brown Reino Unido Popularidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.