Popularidade de premiê japonês cai para 19% após 4 meses

Número abaixo dos 30% é sinal de baixa governabilidade e que Taro Aso dificilmente pode se manter no poder

Efe,

26 de janeiro de 2009 | 09h01

A popularidade do primeiro-ministro japonês, Taro Aso, caiu este mês aos níveis mais baixos da década, para 19%, após apenas quatro meses no governo, segundo pesquisas publicadas imprensa japonesa nesta segunda-feira, 26. Em uma pesquisa, realizada pelo jornal econômico Nikkei junto com a cadeia televisiva Tokyo TV, o índice de aprovação de Aso e seu governo caiu 19% pela primeira vez desde 2001, quando Yoshiro Mori substituiu Jonichiru Koizumi (2001-2006). Segundo outra pesquisa realizada pelo Mainichi Shimbun, o apoio popular à gestão do atual governo, também de 19%, é o segundo mais baixo desde 1949. Cerca de 65% dos indagados pelo Mainichi asseguraram que desaprovam a gestão de Aso, enquanto os consultados pelo Nikkei ascenderam a 76%. O Gabinete ministerial recolheu também índices de desaprovação de 33% (Mainichi) e 51% (Nikkei). Segundo a agência local Kyodo, índices de popularidade abaixo de 30%, são sintoma de baixa governabilidade e que o primeiro-ministro dificilmente pode se manter no poder.

Tudo o que sabemos sobre:
Japão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.