Popularidade do governo japonês cai para 9,7%, mostra pesquisa

A popularidade do primeiro-ministro do Japão, Taro Aso, e do seu gabinete caiu para 9,7 por cento, segundo divulgou neste domingo a rede de televisão NTV. O resultado da pesquisa deve aumentar a pressão para que ele seja substituído antes da eleição prevista para outubro. O apoio a Aso tem caído devido a gafes e políticas erráticas, no momento em que ele enfrenta uma recessão, um Parlamento dividido e brigas no partido da situação. O resultado da pesquisa é a mais recente má notícia para o político de 68 anos, que se prepara para se encontrar com a secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, na segunda-feira. Levantamentos mostram que o principal partido de oposição, o Partido Democrático do Japão, tem boa chance de vencer a próxima eleição para a câmara baixa do Parlamento. Isso terminaria com um período de mais de 50 anos, praticamente contínuo, de domínio do atual partido da situação, o Partido Democrático Liberal, e abriria caminho para um governo comprometido em reduzir o poder dos burocratas, diminuir as desigualdades sociais e adotar uma diplomacia mais independente de Washington. Hillary Clinton deve se encontrar com o líder da oposição na terça-feira. Aso é o terceiro premiê japonês desde que Junichiro Koizumi deixou o cargo em 2006, depois de cinco anos no poder.

LINDA SIEG, REUTERS

15 de fevereiro de 2009 | 12h00

Tudo o que sabemos sobre:
JAPAOGOVPOPULARIDADE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.