AP Photo/David J. Phillip
AP Photo/David J. Phillip

Aeroportos de Houston devem ficar fechados esta semana em razão da tempestade Harvey

Site de rastreamento de voos disse que 1.664 deles foram cancelados a partir desta tarde e 817 foram adiados

O Estado de S.Paulo

27 Agosto 2017 | 18h31
Atualizado 27 Agosto 2017 | 19h15

WASHINGTON - A tempestade tropical Harvey deve afetar as viagens aéreas nos EUA nesta semana. Os dois aeroportos de Houston permanecem fechados e fortes chuvas continuam a cair no Estado do Texas neste domingo, 27, em razão do fenômeno natural.

A United Continental cancelou todos os voos do Aeroporto Intercontinental George Bush de Houston até segunda-feira ao meio-dia. A Administração Federal de Aviação disse que o pequeno Aeroporto William P. Hobby, mais próximo do centro de Houston, ficaria fechado até quarta-feira.

A Southwest Airlines disse que seus voos no Hobby estão cancelados até segunda-feira. A companhia recomenda que os passageiros "se abriguem no local".

O site de rastreamento de voos FlightAware.com disse que 1.664 deles foram cancelados a partir desta tarde como resultado da tempestade. Cerca de 817 foram adiados, número pouco característico para esse evento. A explicação é que muitas viagens foram canceladas de forma preventiva.

De acordo com a FlightAware, 89% dos voos programados para deixar o Bush Intercontinental foram cancelados neste domingo, um total de 547. No Hobby, 96% dos voos de partida e chegada programados, num total de 160 cada, foram impactados.

A American Airlines disse que cancelou 110 voos, principalmente em Houston. A maior companhia aérea dos EUA tem um centro no Aeroporto Internacional de Dallas, que não foi afetado.

As companhias aéreas continuaram a oferecer aos passageiros a oportunidade de alterar suas datas de viagem sem a cobrança de taxas e, em alguns casos, remanejá-las pelos mesmos valores. / DOW JONES NEWSWIRES

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.