Por meses, pedófilo inglês se escondeu sob cama de vítima

Um homem que seduziu uma menina de doze anos ficou três meses escondido embaixo da cama da menor sem que os pais, que viviam na mesma casa, percebessem, informa hoje o jornal britânico The Times. Scott Jennings, de 22 anos, que foi condenado a dois anos e três meses de prisão em um tribunal após se declarar culpado de três crimes de violação e um de abuso sexual, conheceu a menina em um ônibus em novembro do ano passado. Jennings, que não tinha residência fixa, convenceu a menor, que - segundo a Polícia - não sabia a verdadeira idade do homem, para que o levasse para casa, onde a menina o fez entrar às escondidas. O homem transformou a parte de baixo da cama da menor em um esconderijo. Assim, podia se esconder cada vez que ouvia a mãe da menina se aproximar. A menor levava comida da casa para Jennings, a quem considerava seu namorado secreto. Embora a menina tenha confessado uma vez a história para a irmã de dez anos, a presença de Jennings só foi descoberta com o desaparecimento da jovem, em janeiro passado. Após ler uma nota deixada pela filha que dizia que estava bem e que não se preocupasse com ela, a mãe - que ainda não sabia a existência do desconhecido - chamou a polícia. Foi nesse momento que a irmã da menina confessou as agentes o que sabia sobre Jennings. Por fim, a polícia encontrou o homem e sua vítima em uma localidade próxima a Manchester (ao norte da Inglaterra).

Agencia Estado,

10 Novembro 2006 | 19h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.