MANDEL NGAN / AFP
MANDEL NGAN / AFP

Por que as mulheres vestiram branco no discurso de Donald Trump?

Congressistas usaram roupas para homenagear movimento sufragista e agradecer número recorde de parlamentares mulheres eleitas

Igor Moraes*, O Estado de S.Paulo

06 de fevereiro de 2019 | 03h07

O número de congressistas mulheres vestidas de branco chamou atenção durante o discurso sobre o Estado da União do presidente americano Donald Trump na madrugada desta quarta-feira, 6. Até mesmo a presidente da Câmara dos Deputados, a democrata Nancy Pelosi, seguiu a tendência.

As roupas da mesma cor não foram uma coincidência e sim uma homenagem ao movimento sufragista, que lutou pelo direito de voto das mulheres. O ano de 2019 marcará o aniversário de 100 anos da aprovação da 19ª emenda à Constituição dos EUA, que garantiu este direito para as americanas.   

A iniciativa foi uma ideia da deputada da Flórida Lois Frankel, líder do grupo de mulheres democratas na Câmara, que convocou na semana passada suas colegas para usarem o "branco sufragista" para passar a mensagem de que elas não abrirão mão de seus direitos já conquistados.

A homenagem também serviu como uma espécie de agradecimento ao número recorde de mulheres eleitas para o Congresso dos Estados Unidos nas últimas eleições. No total, 127 parlamentares mulheres venceram as eleições legislativas – 102 para a Câmara e 25 para o Senado. O número de candidatas – 237 - também foi o maior de todos os tempos.

Durante seu discurso, Trump provocou a reação do grupo de mulheres congressistas quando afirmou que “todos os americanos devem estar orgulhosos por ter cada vez mais mulheres trabalhando”.

O presidente disse que as mulheres ocuparam 58% dos novos empregos no último ano e prometeu que seu governo lançará uma iniciativa a favor do emprego delas nos países em desenvolvimento. / * Com informações da Efe.

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.