Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

Por segurança, Petrobrás suspende trânsito de petroleiros no estreito de Ormuz

Na costa Norte está o Irã e na costa Sul, os Emirados Árabes Unidos; na terça, iranianos atacaram base usada por americanos no Iraque

Denise Luna, O Estado de S.Paulo

08 de janeiro de 2020 | 16h50

RIO – A Petrobrás confirmou nesta quarta-feira, 8, que, por segurança, suspendeu o trânsito de seus petroleiros pelo Estreito de Ormuz, localizado entre o golfo de Omã, ao sudeste, e o golfo Pérsico, a sudoeste. Na costa Norte do estreito está o Irã e na costa Sul os Emirados Árabes Unidos.

Segundo a Petrobrás, “a companhia avaliou o referido cenário e, em conjunto com a Marinha do Brasil, decidiu por evitar, no momento, o trânsito pelo Estreito de Ormuz”.

A estatal disse ainda que avalia rotineiramente alterações nas rotas de suas embarcações com objetivo de evitar trechos que tragam risco à segurança de suas operações.

“Tal mudança não trará qualquer impacto ao abastecimento de combustíveis no Brasil. Os desdobramentos locais seguem sendo monitorados e avaliados”, informou em nota.

Na terça-feira, o Irã atacou com mísseis balísticos duas bases usadas pelas tropas americanas no Iraque. A ação, que foi reivindicada pela Guarda Revolucionária Ofensiva, é uma retaliação contra morte do general Suleimani.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.