Porta de avião se abre e 129 pessoas são sugadas para fora

A porta traseira de um avião de carga de fabricação russa se abriu e 129 passageiros foram sugados para fora, informaram autoridades do Congo. O avião transportava policiais e suas famílias. O ministro da Defesa, Irung Awan, confirmou que o acidente ocorreu na noite desta quinta-feira, mas disse não estar informado sobre o número de mortes entre as 200 pessoas que estavam a bordo do avião. O acidente ocorreu cerca de 45 minutos depois da decolagem; em seguida, os pilotos conseguiram manter o avião sob controle e conduzi-lo de volta à capital congolesa, Kinshasa. Dois funcionários do aeroporto de Kinshasa que não quiseram se identificar disseram à Associated Press que deve haver 129 vítimas fatais. O interior de um avião é pressurizado, ou seja, é mantido com uma pressão atmosférica muito maior que a existente a grandes altitudes. Quando ocorre a abertura de uma porta ou janela, a pressão faz com que o ar interno do avião seja expelido com grande violência. O avião é um Ilyushin 76, feito pela antiga União Soviética, de propriedade particular, e estava ? segundo se informou ? fazendo um vôo charter para transportar policiais congoleses e suas famílias de Kinshasa para a cidade de Lubumbashi, um centro de mineração de diamantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.