Porta para paz entre Israel e palestinos pode estar fechando para sempre--ONU

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, disse nesta terça-feira que "a porta pode estar fechando, para sempre" para uma solução de dois Estados sobre o conflito entre israelense e palestinos, e afirmou que o crescimento dos assentamentos judaicos prejudicam o processo de paz.

Reuters

25 de setembro de 2012 | 10h53

"A solução de dois Estados é a única opção sustentável. A porta pode estar fechando, para sempre", disse Ban à Assembleia-Geral da ONU.

"O crescimento contínuo dos assentamentos israelenses em território palestino ocupado prejudica seriamente os esforços pela paz. Devemos romper esse impasse perigoso."

Ban disse ainda, em aparente referência aos recentes comentários feitos por autoridades de Israel, Irã e Estados Unidos, que rejeita as ameaças de ação militar de um Estado contra o outro.

Apesar de não ter especificado sobre quais países estava falando, após criticar os assentamentos israelenses, Ban disse à Assembleia-Geral da ONU: "Eu também rejeito tanto a linguagem da deslegitimação e ameaças de potencial ação militar por uma parte contra a outra. Qualquer ataque assim seria devastador."

(Reportagem de Louis Charbonneau e Arshad Mohammed)

Tudo o que sabemos sobre:
ONUBANDISCURSO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.