Porta-voz afegão diz que Bin Laden está no Paquistão

O suposto terrorista Osama bin Laden,fugindo da coalizão antiterror liderada pelos EUA, estaria com"amigos" de um líder de um partido religioso do Paquistão,afirmou hoje uma autoridade do governo interino afegão. Mohammad Abeel, porta-voz do Ministério da Defesa em Cabul,disse que Bin Laden estaria sendo protegido por "amigos" deMaulana Fazal ur-Rehman, um ativista islâmico paquistanês. Mas ao ser perguntado sobre a afirmação do porta-voz, oprimeiro-ministro Hamid Karzai disse que seu governo desconheceo paradeiro do dissidente saudita. "Não sabemos onde ele está", afirmou Karzai, visitando umhospital de Cabul. "Mas onde quer que esteja, ele deve serpreso e levado à justicá internacional". Maulana Fazal ur-Rehman é o líder do Jamiat Ulema-i-Islam, umpoderoso partido religioso do Paquistão simpático à depostamilícia afegã Taleban. Sua principal base de apoio estálocalizada em partes das províncias Noroeste e Baluchistan doPaquistão. Ele ajudou a organizar alguns dos maiores protestospró-Taleban no Paquistão após o início dos ataques aéreosamericanos em outubro. Riaz Durrani, secretário de informação do Jamiat Ulema-i-Islam rechaçou a acusação, considerando-a "sem base". "Apoiamos o Taleban, mas nunca tivemos qualquer relação comOsama bin Laden", garantiu. "Maulana Fazal-ur Rehman está sobdetenção nos últimos três meses. Como pode ele ou seu partidofazerem isso?". Ele acrescentou: "Isso faz parte de uma conspiraçãointernacional para atacar o Paquistão sob o pretexto de agircontra organizações religiosas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.