Porta-voz da extrema direita da Grécia agride deputada na TV

Integrante do Aurora Dourada está foragido desde agressão em programa matinal; nova eleição será no dia 17

ATENAS, O Estado de S.Paulo

08 de junho de 2012 | 03h01

A menos de duas semanas das eleições, a Grécia assistiu ontem a um espetáculo pouco democrático em um programa matinal de debates na TV: o porta-voz do Aurora Dourada, partido de extrema direita, estapeou uma deputada e atirou água em outra parlamentar, ambas de grupos de esquerda. Uma ordem de prisão foi emitida contra Ilias Kasidiaris, que está foragido.

Atenas passou por eleições gerais há um mês, quando o Aurora Dourada - que defende, por exemplo, a colocação de minas terrestres nas fronteiras para barrar imigrantes - surpreendeu ao obter 21 das 300 cadeiras do Parlamento. A nova legislatura, entretanto, não conseguiu formar um governo, arrastando o país para uma nova votação.

O programa de TV com representantes dos sete maiores partidos da Grécia foi tomado por um bate-boca depois que as duas deputadas de esquerda fizeram alusão a uma condenação a Kasidiaris num episódio de agressão a um imigrante.

Depois de uma troca de insultos, o integrante do Aurora Dourada - veterano das forças especiais da Grécia - atirou água numa das parlamentares. A segunda deputada, então, jogou o que parecia ser um jornal contra Kasidiaris, que, de pé, partiu para cima da mulher de meia-idade, dando-lhe três tapas na cara.

Em nota, a direção do partido extremista disse que seu integrante foi "agredido". "Continuamos na luta por um movimento nacionalista forte contra todos, especialmente, contra os órfãos de (Karl) Marx, que continuam a dominar a mídia". / AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.