Porta-voz diz que o xiita al-Sadr ainda está no Iraque

O porta-voz do escritório do líder xiita Moqtada al-Sadr negou nesta quarta-feira que ele se encontre no Irã, tal como informou ontem a rede de televisão americana ABC News, que citou militares americanos de alto escalão.Segundo os americanos, o clérigo xiita teria fugido por conta do início do programa de segurança em Bagdá.Nasar Rabie, que também é membro do grupo parlamentar de al-Sadr, assegurou que "essa notícia não é verídica e que Sadr ainda está no Iraque".Um funcionário do governo iraquiano disse que al-Sadr estava na cidade sagrada de Najaf na terça-feira quando recebeu representantes de vários departamentos. O empregado, que costuma estar nessas reuniões, não quis divulgar seu nome."Al-Sadr ainda está no Iraque", disse o funcionário.O canal americano assegurou que o clérigo tinha abandonado o Iraque há três semanas e partido para Teerã, onde tem parentes. A rede de televisão acrescentou que a viagem de Sadr coincidiu com o aumento do número de tropas dos EUA no Iraque.Já a ABC News informa que Sadr deixou o Iraque por medo de um bombardeio. "Ele teme que uma bomba detone a sua casa", disse uma das fontes à rede de televisãoAl-Sadr anunciou que faria um discurso na segunda-feira em Najaf devido ao aniversário da explosão de um local xiita sagrado no norte de Bagdá, mas isso não ocorreu.Al Sadr comandava o grupo Exército Mahdi, supostamente envolvido na guerra civil que vem ocorrendo no Iraque desde o início da ocupação americana, em março de 2003.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.