Porta-voz do Taleban adverte a Rússia

Um porta-voz da milícia Taleban criticou hoje a Rússia por seu apoio à oposição afegã e exigiu que o governo de Moscou não interfira nos assuntos internos do Afeganistão. A Rússia "deveria ter aprendido uma lição da guerra passada, que derivou na divisão da União Soviética", disse o porta-voz taleban, mulá Amir Jan Mutaki, segundo declarações publicadas pela agência afegã AIP, com sede no Paquistão. "Se desta vez a Rússia interferir, ficará dividida em mais partes", disse. A desastrosa intervenção militar da União Soviética no Afeganistão, entre 1979 e 1989, é considerada uma das causas do colapso do bloco de repúblicas comunistas. Atualmente, a Rússia apóia a aliança de oposição que combate os talebans no norte do Afeganistão. O governo do presidente Vladimir Putin já enviou dezenas de tanques, veículos blindados de transporte de pessoal, lança-foguetes e outros equipamentos bélicos às forças anti-Taleban. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.