Porta-voz taleban diz que reféns serão liberadas nesta segunda

As duas sul-coreanas doentes serão entregues para representantes da Cruz Vermelha na cidade de Ghazni

Efe,

13 de agosto de 2007 | 06h17

Os talebans libertarão às 16 horas (8h30 de Brasília) desta segunda-feira, 13, as duas mulheres doentes do grupo de 21 missionários sul-coreanos seqüestrados, afirmou à Efe um porta-voz insurgente. O porta-voz Mohammed Yousif Ahmadi detalhou que as mulheres serão entregues a representantes do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (ICRC) na cidade oriental afegã de Ghazni. O ICRC atuou como mediador nas conversas diretas entre uma delegação taleban e outra vinda da Coréia do Sul que começaram na sexta-feira passada na sede do Crescente Vermelho de Ghazni. As negociações entre as delegações sul-coreana e taleban sobre os reféns sul-coreanos que estão sob poder dos insurgentes recomeçaram no domingo, 12, na cidade afegã de Ghazni, informou o deputado e chefe tribal da província Waheedullah Mujadedi, mediador das conversas.  Os insurgentes afegãos seqüestraram 23 missionários cristãos da Coréia do Sul, na maioria mulheres, em 19 de julho, quando estes viajavam de ônibus pela perigosa rota que liga Cabul a Kandahar. Após exigir a retirada de tropas sul-coreanas do Afeganistão (anunciada já para o final deste ano) e a libertação de seus presos, os talebans executaram dois homens no final do mês passado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.