AFP PHOTO / STR
AFP PHOTO / STR

Porto Rico retira população de 2 cidades diante do risco de represa ruir 

Falha na estrutura da represa se deve ao excesso de capacidade pelas chuvas e transbordamentos dos rios provocados pela passagem do furacão Maria

O Estado de S.Paulo

22 Setembro 2017 | 19h16

SAN JUAN - Duas cidades situadas nas proximidades da represa de Guajataca, no noroeste de Porto Rico, foram esvaziadas preventivamente devido ao temor pelo rompimento dessa infraestrutura, que foi afetada pela passagem do furacão Maria. Segundo o governador Ricardo Rosselló, cerca de 70 mil pessoas poderiam ser afetadas com o rompimento da represa. "Não temos os detalhes. É hora de tirar as pessoas de lá", disse ele. 

Os cidadãos estão sendo desalojados "o mais rápido possível" de Isabela e Quebradilla, segundo informou o Serviço Nacional de Meteorologia (SNM), que advertiu que a situação é "extremamente perigosa".

A falha na estrutura da represa se deve ao excesso de capacidade pelas chuvas e transbordamentos dos rios provocados pelo ciclone em sua passagem esta semana por Porto Rico, o que está fazendo com que sua estrutura esteja cedendo.

De acordo com dados oficiais do Centro Geológico dos Estados Unidos (USGS), a água, antes da passagem do furacão, já tinha subido quase um metro em razão das chuvas. 

Antes da ordem de retirada, o SNM já tinha advertido do perigo de inundações na área. As autoridades locais recomendaram à população que busque refúgio em "lugares mais altos" que a represa, que foi construída em 1920.

Treze pessoas morreram e 700 foram resgatadas depois da passagem do devastador furacão Maria por Porto Rico. / AFP, EFE e NYT 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.