EFE/Thais Llorca
EFE/Thais Llorca

Porto-riquenhos optam pela anexação aos EUA em plebiscito

De um total de 2.260.804 eleitores registrados, cerca de meio milhão saiu para votar em uma consulta não vinculativa

O Estado de S.Paulo

11 de junho de 2017 | 21h30

SAN JUAN - Um total de 97,17% das pessoas que votaram neste domingo, 11, em um plebiscito sobre o status jurídico de Porto Rico optou pela anexação aos Estados Unidos.

Tal número superou amplamente a preferência pela independência, que obteve 1,5% dos votos, e apenas 1,3% optou pelo status atual de Estado Livre Associado (ELA).

De um total de 2.260.804 eleitores registrados, cerca de meio milhão saiu para votar em uma consulta não vinculativa. Apesar de a anexação ganhar com mais de 97% dos votos, 8 em cada 10 eleitores não compareceram às urnas, manifestou.

Logo após os resultados serem divulgados, o principal partido da oposição, o Partido Popular Democrático (PPD) de Porto Rico, disse através de seu presidente, Héctor Ferrer, que os resultados estão "longe" de serem significativos e constituem uma derrota para o governador, Ricardo Rosselló.

"Foram para a rua, à praia, ao rio. Não se importaram (os eleitores). Perderam a anexação e Rosselló. Não conseguiram a maioria", disse Ferrer em uma entrevista coletiva.

Neste sentido, o diretor de campanha e vice-presidente do governante Partido Novo Progressista (PNP), Thomas Rivera Schatz, defendeu a vitória da anexação e deu pouca importância para a queda de votos em relação ao plebiscito de 2012. Em tal ocasião, a anexação conseguiu mais de 800 mil votos.

"Em Porto Rico, somos pouco mais de 3 milhões de habitantes e nos EUA há agora mais de 5 milhões", ressaltou.

O plebiscito aconteceu sem maiores incidentes, exceto pela queima de bandeiras americanas por parte de independentistas em frente à Comissão Estatal de Eleições (CEE) em San Juan, após a votação, e denúncias de irregularidades em alguns centros de votação que para as autoridades não tiveram gravidade. / EFE

Tudo o que sabemos sobre:
Estados UnidosPorto Rico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.