Portugal dá posse a novo governo de centro-direita

O presidente de Portugal, Jorge Sampaio, deu posse, neste sábado, à recém-eleita coalizão de centro-direita encabeçada pelo primeiro-ministro José Durão Barroso. Com as eleições de fevereiro, o Partido Social Democrata, de Barroso, obteve 105 cadeiras no Parlamento, e o Partido Popular, conservador, 14. Com isso, a aliança conseguiu uma pequena maioria no Legislativo unicameral, de 230 vagas.Ano passado, Portugal teve a segunda maior inflação da União Européia (4,3%), com déficit orçamentário de 2,2% do PIB. Resolver os problemas econômicos do país foi parte central da campanha do novo primeiro-ministro, que derrotou o Partido Socialista. Uma das promessas do novo governo é um corte nos impostos das empresas. Barroso espera atrair investimento externo, cortar o gasto público, privatizar empresas e parte do sistema de saúde pública.O Partido Popular aceita essas metas gerais, mas é mais cético quanto à crescente integração com a União Européia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.