Portugal destaca mortes de portugueses no Brasil

O assassinato dos empresários portugueses no Nordeste mereceu grande destaque na imprensa portuguesa. O Jornal de Notícias reservou quase toda sua primeira página da edição deste sábado para o assunto: "Choque: empresários são atraídos para a morte".A foto de Luís Guerreiro está em primeiro plano, no meio de um fundo preto, com as outras chamadas, todas sobre os assassinatos. Nas páginas internas, o jornal destaca que a televisão foi companhia inseparável das famílias até que se divulgou sua morte.O presidente da República, Jorge Sampaio, e o primeiro-ministro, António Guterres, se disseram profundamente chocados com o desfecho do caso. O jornal ainda dá longo espaço a Maria Sameiro, psicóloga criminal habituada a tratar dos perfis de criminosos, que considerou Guerreiro um criminoso frio calculista e bárbaro, "capaz de matar um pai".Na edição on-line, o Público ressaltava que o translado dos corpos ainda não têm data definida, mas vai ser de responsabilidade do governo português, segundo o secretário de Estado das Comunidades, João Rui de Almeida. Na edição destinada à Ilha da Madeira, o Diário de Notícias destaca em chamada de capa a tragédia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.