Possível corrosão em oleoduto da Chevron é investigada

Os investigadores do Conselho de Segurança Química dos Estados Unidos, uma agência independente com base em Washington, examinando a causa de um incêndio na refinaria de petróleo da Chevron, procuram uma possível corrosão em um oleoduto com décadas de existência que a companhia inspecionou no fim do ano passado, de acordo com a Associated Press, neste sábado, citada pela Dow Jones.

AE, Agência Estado

11 de agosto de 2012 | 16h14

Segundo a AP, os investigadores federais estão tentando descobrir o motivo de a Chevron não ter substituído a tubulação após a inspeção quinquenal realizada em novembro, quando a companhia substituiu uma parte do duto que se conectava com a que falhou na segunda-feira.

"Concordamos que esse é um incidente sério que nos permite fazer uma investigação completa. Estamos cooperando com todas as agências reguladoras e estamos comprometidos com um melhor entendimento sobre a causa deste incidente", disse um porta-voz da Chevron à Associated Press. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Chevronrefinariaoleodutoincêndio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.