'Post' se retrata por arte de macaco associada a Obama

Após dois dias de protestos, o jornal New York Post se desculpou ontem por uma charge interpretada por alguns como uma comparação entre o presidente Barack Obama e um chimpanzé. Porém o diário disse que seus críticos usuais exploraram a imagem, por vingança. Após a desculpa parcial, alguns dos descontentes não se sentiram satisfeitos e manteriam os protestos hoje.A charge, criada por Sean Delonas, faz referência a um chimpanzé de nome Travis, que morreu baleado pela polícia na sexta-feira passada em Stamford, Connecticut, após morder e desfigurar uma amiga de sua dona. A imagem mostra o chimpanzé morto após receber vários tiros. Dois policias olham para ele, um deles com a arma ainda fumegando. "Eles terão que encontrar outra pessoa para escrever a próxima lei de estímulo (à economia)", afirma o outro policial.Alguns qualificaram a imagem de racista e até apontaram que insinua que Obama deveria ser assassinado. Outros criticaram o fato de Delonas minimizar a tragédia na qual morreu um animal e uma mulher ficou desfigurada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.