Posto de verificação libanês perto da Síria é atacado

Um ataque suicida com carro-bomba teria matado três pessoas neste sábado em um posto de verificação controlado pela milícia shiita Hezbollah, no leste do Líbano, segundo informaram agências estatais de notícia. Entretanto, as mortes foram negadas na sequência pela emissora de televisão do Hezbollah. O incidente, que ocorreu perto da fronteira com a Síria, mostra como o conflito no país está afetando os vizinhos.

AE, Estadão Conteúdo

20 de setembro de 2014 | 20h41

Militantes sunitas, incluindo o Estado Islâmico, tem tentado atingir o Hezbollah, que é apoiado pelo Irã e luta ao lado das tropas do presidente da Síria, Bashar al-Assad. Neste sábado, os pais de um soldado libanês que havia sido sequestrado em agosto pelos rebeldes sírios do grupo Nusra Front disseram acreditar que o filho foi morto, após a divulgação de um vídeo onde um homem parecido com Maarouf Hamiyeh é baleado. Cerca de 20 libaneses ainda estariam em poder dos insurgentes.

Após a divulgação do vídeo, shiitas que moram perto da cidade natal de Hamiyeh sequestraram sunitas que vivem em uma vila próximo, mesmo após a família do soldado ter pedido calma. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
LíbanoSíriaataque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.