Pouso de emergência no Reino Unido deixa 4 feridos

A companhia aérea Virgin Atlantic informou que quatro pessoas ficaram levemente feridas depois que um dos aviões da empresa - que ia do Reino Unido para a Flórida - fez um pouso de emergência no aeroporto de Gatwick nesta segunda-feira.

AE, Agência Estado

16 de abril de 2012 | 12h55

A empresa se negou a fornecer mais detalhes sobre a natureza dos ferimentos ou o que provocou o pouso, mas afirmou que todos os passageiros e tripulantes desembarcaram em segurança.

Bombeiros disseram que houve relatos de um pequeno incêndio no interior da aeronave, um Airbus A330-300, que decolou às 10h48 (horário local, 6h48 em Brasília) e posou em segurança apenas duas horas mais tarde.

"Em razão de um problema técnico, o capitão decidiu, por precaução, evacuar imediatamente a aeronave", informou a Virgin Atlantic em comunicado, acrescentando que o voo VS27, de Gatwick para Orlando, Flórida, levava 299 passageiros e 13 tripulantes a bordo.

A empresa disse que está trabalhando com as autoridades para descobrir a causa do incidente e que os funcionários de Gatwick ofereceram "todo o apoio" aos passageiros.

Uma funcionária do aeroporto de Gatwick disse que o aeroporto ficou fechado por mais de uma hora e que metade dos passageiros do voo usaram as saídas de emergência do avião da Virgin Atlantic para sair da aeronave.

O aeroporto reabriu, com o uso de uma pista auxiliar, pouco depois de 14h (10h em Brasília), disse a funcionária, que não quis se identificar por causa das políticas da empresa. Segundo ela, os passageiros do aeroporto devem enfrentar atrasos.

O presidente do grupo Virgin, Richard Branson pediu desculpas aos que estavam a bordo do avião em mensagem postada no Twitter. Segundo ele, os funcionários da companhia estão fazendo de tudo para ajudar os passageiros e que mais informações serão divulgadas em breve. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Reino UnidoaviãopousoVirgin Atlantic

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.