Powell alertou Arafat de que terrorismo deve terminar

Israel prometeu retirar suas tropas em poucos dias das cidades e vilarejos controlados pelos palestinos, disse o secretário de Estado dos EUA, Colin Powell. Ele alertou o líder palestino Yasser Arafat de que o "terrorismo deve terminar". Na última entrevista antes de deixar Israel, Powell disse que retornaria à região no futuro "para continuar" com os esforços para encaminhar as negociações de paz. Powell disse ainda que outros diplomatas norte-americanos estarão atentos às discussões e que o presidente George W. Bush está preparado para enviar "num futuro próximo" o diretor da CIA, George Tenet, para promover uma cooperação de segurança entre Israel e os palestinos. Powell não conseguiu fazer com que os dois lados chegassem a um acordo de cessar-fogo, que ele considerou impossível enquanto os militares israelenses continuarem na Cisjordânia. "O cessar-fogo não é um termo relevante no momento," disse Powell, acrescentando que as condições podem ser favoráveis a isso mais tarde. Ele ainda disse que a retirada de Israel "não está sendo tão rápida quanto gostaríamos, mas está a caminho." Powell disse que deixou claro a Arafat que o mundo espera que ele vá além das condenações ao terrorismo e tome iniciativas contra os militantes e terroristas suicidas que atacam os israelenses. O secretário de Estado também disse que pediu a Israel uma flexibilização no confinamento de Arafat em Ramallah. "É melhor dar a ele uma oportunidade de se comunicar com o resto do mundo."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.