Powell chega ao Oriente Médio para negociar a paz

O secretário de Estado dos EUA, Colin Powell, falou neste sábado sobre novos sinais de esperançade progresso rumo a um acordo de paz no Oriente Médio, inspirado no "roteiro" elaborado pelo chamado Quarteto de mediadores. E transmitiu uma mensagem a israelenses e palestinos: "Vamos emfrente com isso".Powell saiu de Washington com destino a Jerusalém e queria engajar-se imediatamente nos esforços de paz. Para a noite deste sábado, está previsto um jantar entre o chanceler americano e oministro israelense das Relações Exteriores, Silvan Shalom. O encontro ocorrerá no hotel onde Powell está hospedado.Neste domingo, ele terá encontros em separado com os primeiros-ministros israelense, Ariel Sharon, e palestino, Mahmoud Abbas. A reunião com Abbas, também conhecido como Abu Mazen, deveria ocorrer em Ramallah. O local, no entanto, foi mudado para Jericó. Segundo funcionários palestinos eamericanos, o objetivo é evitar possíveis protestos contra a visita de Powell.Em conversa com jornalistas a caminho do Oriente Médio, Powell citou como elemento positivo a aparente decisão de Sharon de parar de insistir no fim de toda e qualquer violência contraisraelenses antes de começar a negociar. "Não ouvi os israelenses pedirem calma total", garantiu. "Eles dizem estar interessados nos esforços e nas intenções" do novo primeiro-ministro palestino com relação ao fim dosatentados.Para alcançar esse objetivo, Powell comentou que a CIA está em contato com funcionários palestinos, e outras agências americanas também poderão ajudar. Porém, Powell terá pela frente a dura missão de superar a desconfiança mútua entre israelenses e palestinos. Neste sábado, cada parte em conflito exigia que a outra começasse primeiro a cumprir as exigências do roteiro para a paz.Apesar do otimismo manifestado pelo presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, israelenses e palestinos acusam uns aos outros de tentativas de sabotagem contra o plano, revelado no início do mês por Estados Unidos, Rússia, União Européia eOrganização das Nações Unidas, integrantes do mencionado Quarteto.Antes de retornar a Washington, Powell ainda tem intenção de reunir-se com líderes de Arábia Saudita, Egito e Jordânia e conversar com o presidente e o chanceler russos, VladimirPutin e Igor Ivanov, sobre uma reunião de cúpula entre EUA e Rússia prevista para este mês.Grandes Acontecimentos InternacionaisESPECIAL ORIENTE MÉDIO

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.