Powell diz que ONU está prestes a aprovar resolução

A ONU está prestes a aprovar uma resolução sobre o Iraque que daria aos EUA o poder de agir sozinhos se o governo iraquiano puser obstáculos aos inspetores de armas de destruição em massa, disse o secretário americano de Estado, Colin Powell, em entrevista ao diário francês Le Figaro. Powell disse acreditar que, após várias semanas de negociações, os membros do Conselho de Segurança estejam perto de alcançar um acordo aceitável para todos. O CS tem 15 integrantes, dos quais 5 são permanentes e possuem direito a veto (EUA, Rússia, China, Grã-Bretanha e França).Os EUA pretendem enviar nesta semana o texto de uma resolução destinada a dar acesso irrestrito aos inspetores. Segundo Powell, o texto primeiro instaria o CS a decidir as ações a tomar se o Iraque não cumprir suas obrigações, mas não descartaria a possibilidade de países agirem posteriormente, por conta própria."Independentemente do que decida o Conselho de Segurança, seja agir ou não, os Estados Unidos e outros países que compartilham de sua opinião não deveriam ter as mãos atadas, se considerarem necessário atuar", disse Powell. Ele frisou, porém, que o novo texto levará em conta as posições francesa e russa. França e Rússia vêm se opondo a aprovar um texto que dê aos EUA poder de intervenção militar no Iraque, sem o respaldo da ONU.Numa aparente mudança de posição, o presidente iraquiano, Saddam Hussein, declarou na segunda-feira que poderia aceitar uma nova resolução, desde que não tenha como objetivo permitir um ataque americano ao país.EUA e Grã-Bretanha esperam que a votação ocorra na sexta-feira. Para que a resolução seja aprovada, é preciso o aval de nove membros do CS e nenhum veto dos permanentes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.