Powell faz promessas à Coréia do Norte, mas nega tratado

O secretário de Estado dos EUA, Colin Powell, garantiu à Coréia do Norte que Washington não tem planos de atacá-la, mas rejeitou a negociação de um tratado de não-agressão. "Os Estados Unidos não querem desencadear uma crise", garantiu Powell. De fato, disse ele, o governo norte-americano está pronto para seguir em frente e estabelecer um melhor relacionamento com Pyongyang. "A Coréia do Norte sabe que os Estados Unidos não pretendem iniciar uma guerra com ela", disse Powell durante um encontro com os ministros de Defesa e Relações Exteriores do Japão. Porém, a assinatura de um acordo seria uma "recompensa à Coréia do Norte" por suas decisões de enriquecer materiais utilizados em armas atômicas e reabrir usinas nucleares, disse Powell.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.