Powell tenta tranqüilizar a ONU quanto ao Iraque

Reagindo às críticas do secretário-geral das Nações Unidas, Kofi Annan, à nova proposta dos EUA para o Iraque, o secretário de estado americano, Colin Powell, garantiu pessoalmente que o governo Bush vem procurando ampliar a participação da ONU na reconstrução do país. Num telefonema a Annan, Powell disse que a proposta americana avança no sentido de ajudar o Iraque e em preparar o caminho para o envolvimento das Nações Unidas no futuro do país.A administração dos EUA propõe engajar a ONU em tarefas como a organização de eleições e o treinamento da burocracia estatal. Annan, por sua vez, pediu, na quinta-feira, que a soberania nacional seja devolvida o quanto antes ao povo iraquiano. Powell voltou a garantir que a ocupação do país terminará o quanto antes.Tentando melhorar a situação - as críticas de Annan podem prejudicar o plano dos EUA de ver a resolução aprovada no Conselho de Segurança das Nações Unidas - Powell disse a jornalistas que os Estados Unidos estão ?ansiosos para receber sugestões específicas? a fim de aperfeiçoar o texto. ?Estamos ansiosos para tirar o fardo de nossos ombros?, afirmou. ?Foi um fardo que assumimos porque vimos que era necessário remover o regime de Saddam Hussein, por suas violações das resoluções da ONU?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.