Powell vai expor visão dos EUA para o Oriente Médio

O Secretário de Estado americano, Colin Powell, negou, neste domingo, a existência de um novo plano de paz para o Oriente Médio que preveja a criação de um Estado palestino e a retirada militar israelense de Cisjordânia e Faixa de Gaza.Powell afirmou que vai expor, nesta segunda-feira, claramente, a visão dos Estados Unidos para o Oriente Médio, em discurso que fará sobre política externa, na Universidade de Louisville, Kentucky."Será uma exposição completa do que as duas partes devem fazer para reiniciar as negociações, segundo as bases estabelecidas pelo plano Mitchell."O secretário adiantou apenas que os israelenses e os palestinos devem reforçar um cessar-fogo. Powell pediu também ao líder palestino, Yasser Arafat, para que faça um "esforço de 100% para que cesse a violência".?Precisamos de resultados que expressem esse esforço", afirmou Powell.Também neste domingo, a União Européia conseguiu poucos avanços em seus esforços para convencer o primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon, a fazer certas concessões aos palestinos, num momento em que aumentam as gestões diplomáticas na região pela reativação do processo de paz.Depois de se reunir com uma delegação da UE liderada pelo primeiro-ministro belga, Guy Verhofstadt, Sharon rechaçou pedidos de retirar sua exigência de que ocorra uma semana sem violência palestina antes de que seja implementado o plano Mitchell."Precisamos de sete dias para ver como Arafat implementa o cessar-fogo...Vamos manter nossa posição sobre estes temas", disse Sharon, durante coletiva com o dirigente belga.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.