Praça da Paz Celestial ganha estátua de Confúcio

O governo chinês inaugurou uma gigantesca estátua de bronze de Confúcio na Praça da Paz Celestial. A instalação da estátua do filósofo - que viveu de 551 a.C. a 479 a.C. - na praça tem enorme significado político para os chineses e é um claro sinal de que o governo chinês endossa os ensinamentos de Confúcio - ou pelo menos alguns deles.

, O Estado de S.Paulo

22 de janeiro de 2011 | 00h00

A estátua de bronze de 9,5 metros mostra Confúcio com uma toga e uma expressão séria. Ela está no setor oriental da praça, olhando para o retrato de Mao Tsé-tung. Turistas chineses tiraram fotos da estátua e vários afirmaram que os ensinamentos de Confúcio são válidos para a China moderna, onde o consumismo e a busca pelo dinheiro se tornaram preocupações nacionais. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.