Prata, ouro e árvores de presente para os noivos reais

Encontrar o presente certo para qualquer casamento já é difícil. Quando se trata dos futuros reis da Dinamarca, parece que dificilmente se encontrará esse presente numa loja de departamentos ou num catálogo. O que provavelmente explica por que o príncipe Frederik e sua noiva australiana, Mary Donaldson, receberam de tudo, desde roupas feitas à mão na Groelândia a árvores da ilha nativa de Mary, a Tasmânia. Sem esquecer a balada feita especialmente por um cantor dinamarquês ou dois conjuntos de baixelas, pratos e talheres de jantar.Hoje, o primeiro-ministro Anders Fogh Rasmussen presenteou Frederik, de de 35 anos, e Mary, de 32, com o presente oficial do governo ? um tapete iraniano de 4x6 metros. Ele conseguiu chegar na frente do governo australiano, que horas depois revelou o seu: um conjunto de árvores da Tasmânia.Depois de uma parada militar, ontem, em Copenhague, as forças armadas também presentearam o casal: quatro cadeiras esculturais, criada pelo designer dinamarquês Poul M. Volther em 1962. Cada uma das cadeiras Corona está estimada em 30.000 coroas dinamarquesas (US$ 4.840).Enquanto a cesta de presentes vai sendo preenchida com ofertas de comunidades locais, empresas ou particulares, não se saberá o que darão aos noivos suas famílias. Esses só serão desembrulhados após o casamento. Desde segunda-feira, dezenas de presentes ? incluindo um sofá, 93 emblemas de cerâmica feitos por uma escola maternal de Copenhague, pinturas, porta-retratos e doces ? são entregues diariamente no palácio Christiansborg, onde serão expostos depois do casamento.O casal receberá dois conjuntos de jogos de jantar ? um exclusivo serviço Flora Danica e um moderno conjunto de 24 peças, com motivos inspirados nos contos de fadas de Hans Christian Andersen, criado por Lin Utzon, a filha de Joern Utzon, o dinamarquês que projetou a Sydney Opera House.O conjunto Flora Danica, fabricado desde 1760, é parte de um presente gêmeo a ser ofertado, na semana que vem, por uma fundação privada criada especialmente para esse fim, chamada People´s Gift. A outra será a balada When You Hold Me, composto e cantado em inglês pelo cantor de soul music dinamarquês Erann DD.Os dois presentes foram escolhidos entre mais de 800 sugestões feitas através do site da fundação na Web. Idías rejeitadas incluem uma Ferrari vermelha, duas bicicletas, um canguru e dois elefantes.Outro grupo levantou 1,7 milhões de coroas (US$ 274.000) para financiar a cópia de um pequeno relicários de cobre folheado a ouro, de 900 anos. O original foi desenterrado em 1872, no sul da Dinamarca.Um carpinteiro criou uma arca de casamento, de 1,20 m de comprimento, feita com carvalhos da Dinamarca e Tasmânia combinados.Da Groelândia, um território dinamarquês semi-autônomo, os noivos ganharam 68,5 gramas de ouro da primeira mina da ilha, que estão sendo transformados em anéis de noivado. Nuuk, a capital, deu ao casal vestes tradicionais, feitas à mão por 15 costureiras Inuits.O casamento, dia 14, do príncipe herdeiro com a primeira australiana a entrar na linha de sucessão de um trono, é um dos mais esperados eventos da história dinamarquesa. Cerca de 800 convidados, incluindo cabeças coroadas da Europa e Ásia e líderes políticos de várias partes do mundo, deverão estar presentes na cerimônia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.