Pratibha Patil é eleita a primeira presidente mulher da Índia

Nova chefe de Estado, de 72 anos, é a 13ª presidente do país

Efe,

21 Julho 2007 | 10h13

A candidata governamental, Pratibha Patil, será a primeira presidente mulher da história da Índia, após ser escolhida nste sábado, 21, no cargo ao vencer seu adversário, o vice-presidente Bhairon Singh Shekhawat "Esta é a vitória dos princípios. Os princípios do povo indiano", disse Patil ao final da votação, em discurso retransmitido ao vivo pelo canal NDTV. Patil, que substitui no cargo o cientista muçulmano Abdul Kalam, é a primeira mulher a ocupar o cargo, mais cerimonial, porém com grande carga simbólica. A nova chefe de Estado obteve 2.931 votos, frente aos 1.449 de Shekhawat, o candidato da oposição. O sistema de eleições presidenciais da Índia, formado por 5.000 legisladores e fechado aos demais cidadãos, usa o mecanismo de voto único transferível, com o qual cada eleitor tem a opção de votar em mais de um candidato, mas estabelecendo uma ordem de preferência. O voto secreto de cada eleitor - 776 deputados nacionais e 4.120 regionais - tem peso ponderado, em função da representatividade da cadeira de cada um, com uma soma total de 1.098.000 pontos. A nova presidente, de 72 anos, é a atual governadora do estado noroeste do Rajastão. Embora não seja muito conhecida na vida política indiana, tem uma estreita amizade com a líder do governante Partido do Congresso, Sonia Gandhi. O Parlamento indiano iniciou nesta sábado a apuração da votação que decidiu o 13º presidente da Índia, dois dias depois de os legisladores indianos emitirem seu voto secreto.

Mais conteúdo sobre:
Pratibha Patil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.