Prazo para negociar vida de reféns da ONU termina hoje

Uma milícia afegã que ameaça matar três agentes da Organização das Nações Unidas (ONU) seqüestrados determinou que o governo do Afeganistão tem até o fim da noite desta segunda-feira para chegar a um acordo sobre a libertação dos reféns.Autoridades afegãs dizem que as negociações foram suspensas por causa de desavenças provocadas pela exigência do pagamento de um resgate.A norte-irlandesa Annetta Flanigan, a kosovar Shqipe Hebibi e o filipino Angelito Nayan foram seqüestrados em 28 de outubro, no primeiro caso de seqüestro de estrangeiros em Cabul desde a queda do regime fundamentalista islâmico Taleban, no fim de 2001.Os três reféns são agentes eleitorais da ONU. Eles haviam trabalhado nas eleições presidenciais de 9 de outubro no país centro-asiático.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.