Pré-candidato, ministro renuncia

O ministro de Defesa da Colômbia, Juan Manuel Santos, renunciou ontem ao cargo para promover sua candidatura à presidência nas eleições de 2010. Aliado do presidente Álvaro Uribe, Santos disse, porém, que, se Uribe decidir concorrer ao terceiro mandato, não se candidatará. "Se o presidente decidir tentar (a segunda reeleição), ele conta com meu apoio total. É esse o compromisso que eu fiz com ele e com o país", disse o ministro. A atual Constituição colombiana não permite que um presidente se reeleja duas vezes. No entanto, o Senado votará hoje uma proposta de referendo sobre uma emenda que permitirá o terceiro mandato. Como o governo tem maioria na Casa, o provável é que o projeto seja aprovado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.