REUTERS/Gary Hershorn
REUTERS/Gary Hershorn

Prédio mais alto dos EUA será aberto a visitantes dia 29

Com uma abundância de vídeos de alta tecnologia e telas com mensagens de esperança e otimismo, o prédio surgiu das ruínas do maior ataque terrorista no país, ocorrido em 11 de setembro de 2001

O Estado de S. Paulo

20 de maio de 2015 | 16h15

NOVA YORK - Com uma espetacular e envolvente vista de até 80 km no horizonte de Manhattan, incluindo a Estátua da Liberdade e o Oceano Atlântico, o maior edifício dos EUA, o One World Trade Center, de Nova York, mais conhecido como Torre da Liberdade, inaugurou nesta quarta-feira, 20, seu novo observatório. Ele será aberto ao público no dia 29.

Oficialmente chamado de One World Observatory, ele está a 381,25 metros de altura. A torre e sua agulha têm exatamente 1.776 pés de altura (542 metros), em referência ao ano da declaração de independência dos Estados Unidos, e o tornam o prédio mais alto dos EUA. Às vezes, chega a ficar encoberto pelas nuvens. Com uma abundância de vídeos de alta tecnologia e telas com mensagens de esperança e otimismo, o prédio surgiu das ruínas do maior ataque terrorista no país, ocorrido em 11 de setembro de 2001. 


A preocupação no novo prédio foi a de encontrar um equilíbrio entre o futuro e o passado, com referências às Torres Gêmeas que foram derrubadas pelos aviões sequestrados pelos terroristas. O atentado deixou mais de 2,7 mil mortos. 

Logo acima da entrada do complexo, rostos de homens e mulheres que trabalharam na construção do edifício surgem em um túnel irregular que copia os alicerces do prédio. Gravações com suas vozes contam suas histórias.  

Durante a rápida viagem de elevador, de 48 segundos, até o 102.º andar, os visitantes se deparam com um vídeo que simula janelas e mostram a evolução de Nova York desde sua fundação e até hoje em uma "representação razoavelmente fiel" que mostra as Torres Gêmeas durante os anos em que fizeram parte da silhueta da 'Big Apple'. A imagem tridimensional conta os 515 anos de história da ilha de Manhattan. 

Uma vez nas alturas começa a experiência "See Forever" (veja para sempre) com um vídeo de dois minutos, cuja tela se eleva até revelar a incrível panorâmica de Nova York desde o quarto edifício mais alto do mundo. Lá no alto, não há necessidade de chegar a um parapeito para observar a vista estonteante da cidade. A plataforma Sky Portal, um disco circular de 4,27 metros de diâmetro, permite ver as ruas vizinhas à torre em tempo real. O observatório será aberto a adultos por US$ 32, com ingressos mais baratos para idosos e crianças. As entradas, que têm hora marcada, poderão ser compradas pela internet (oneworldobservatory.com). / AP e EFE  

Tudo o que sabemos sobre:
EUANova YorkOne World Observatory

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.