Prédio residencial desaba em Moscou

Parte de um edifício residencial desabou numa explosão na zona norte de Moscou na noite desta terça-feira, abrindo uma enorme cratera no local do incidente. Pelo menos uma pessoa morreu, segundo a imprensa russa. Um funcionário do Ministério de Interior comentou que o desabamento foi causado por uma explosão, mas a causa desta explosão ainda não havia sido identificada. Ele também falou sobre a existência de vítimas, mas não soube precisar números. A agência de notícias russa ITAR-Tass informou que uma pessoa morreu e oito foram resgatadas com vida dos escombros. A televisão russa transmitiu imagens de equipes de resgate removendo fragmentos em busca de mais vítimas. A TVS informou que todos os cinco andares desabaram numa parte do edifício. A Rua Korolyov, onde fica o prédio, estava cheia de ambulâncias e caminhões do Corpo de Bombeiros. Os moradores aglomeravam-se para observar o que havia acontecido. A agência de notícias Interfax citou uma fonte do Serviço de Segurança Federal para informar que a provável causa da explosão que originou o desabamento foi um vazamento de gás, e não uma bomba. A maior parte dos edifícios russos utiliza gás natural para cozinha. Por tratar-se de uma infra-estrutura antiga, os vazamentos são relativamente comuns na Rússia, onde dezenas de pessoas morrem ou ficam feridas em acidentes semelhantes todos os anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.