Prefeito apóia reconstrução total de New Orleans

Em plena campanha para as eleições municipais de 22 de abril, o prefeito de New Orleans, Ray Nagin, deu a entender que não haverá limites para reconstruir a cidade, embora tenha alertado sobre a possibilidade de futuras inundações. "Tenho confiança que nossos cidadãos possam decidir por si mesmos onde querem reconstruir uma vez que conheçam a realidade", disse Nagin. O atual prefeito confirmou assim as recomendações da comissão "Bring New Orleans Back", que tinha sugerido em janeiro a criação de parques em algumas regiões de casas atingidas pelas inundações causadas pelo furacão Katrina. Em entrevista coletiva em New Orleans, Nagin também se opôs ao cancelamento das licenças de edificação em bairros afetados, como era a intenção inicial da comissão. Os planos de construir uma cidade menor receberam duras críticas por parte dos habitantes de New Orleans que tiveram que abandonar suas casas após a passagem do furacão. O prefeito assegurou que New Orleans está muito melhor preparada para enfrentar a temporada de furacões, que começa em junho, porque o Corpo de Engenheiros do Exército melhorou os diques de contenção. No entanto, lembrou a advertência dos técnicos de que algumas áreas como a zona leste e o 9º Distrito - que continua em ruínas seis meses e meio depois do desastre - correm o risco de ser inundados novamente, caso um novo furacão alcance a região. Nagin manteve seu apoio à criação de novos parques e espaços abertos que ajudem a prevenir as inundações, embora tenha garantido que o projeto não inclui "expropriações". O prefeito expressou sua confiança na recuperação da cidade em cinco anos. A Prefeitura calcula que a população atual de New Orleans seja de 189 mil pessoas, menos de metade dos 455 mil de antes do Katrina. Nagin espera que muitas famílias retornem com o início do novo ano letivo.

Agencia Estado,

22 Março 2006 | 01h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.