Prefeito boliviano é queimado vivo

O cadáver incinerado de Benjamín Altamirano, prefeito de Ayo Ayo, foi descoberto hoje na praça central desta cidade boliviana, informou o governador do departamento (Estado) de La Paz, Nicolás Quenta. Segundo o governador, Altamirano foi retirado à força de sua casa por um grupo de desconhecidos. Depois de ter sido espancado, o político foi queimado vivo. A residência dele também foi incendiada.De acordo com a Radio Panamericana, vários vereadores do município de Ayo Ayo, localizado a 87 quilômetros ao sul de La Paz, aparecem como suspeitos do assassinato, que teria sido político. A emissora destacou que representantes da Câmara de Vereadores local declararam "de forma indolente" que Altamirano fora vítima da "justiça comunitária" - na verdade, um processo indígena que não é admitido pelas leis do país.Recentemente, Altamirano foi declarado inocente por um juiz em uma acusação de corrupção apresentada pela Câmara. Ainda de acordo com a rádio, um grupo de camponeses de Ayo Ayo, aparentemente instigado pelos vereadores descontentes, teriam seqüestrado e assassinado o prefeito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.