Prefeito de Madri contraria partido e oficializa casamento gay

O prefeito de Madri, AlbertoRuiz-Gallardón, do Partido Popular (PP), de caráter conservador eoposicionista ao governo espanhol, promoveu neste sábado um casamento entre dois homossexuais, em meio às recriminações da Igreja e do próprioPP, contrários à lei que permite uniões entre pessoas do mesmo sexo.Gallardón oficializou o casamento civil de Javier Gómez e ManuelRódenas, diretor do Programa de Assessoria de Gays, Lésbicas eTransexuais da província de Madri, governada pelo PP.O prefeito deu início à cerimônia lembrando a competência que lheé oferecida pelo Código Civil do país para autorizar o casamentocivil e, a seguir, leu o artigo 14 da Constituição, que diz que "osespanhóis são iguais perante a Lei, sem que possa prevalecerdiscriminação por razões de nascimento, raça, sexo, religião (...)".O governo do Partido Socialista (PSOE) aprovou em junho do anopassado uma lei que oficializa casamentos entre pessoas do mesmosexo, tornando a Espanha no quarto país do mundo a permitir casamentos do tipo, depois de Holanda, Bélgica e Canadá.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.