Prefeito de Paris foi esfaqueado porque é homossexual, diz agressor

Ao prestar depoimento à polícia sobre as razões que o levaram a esfaquear o prefeito de Paris, Bertrand Delannoë, na madrugada de hoje, um técnico em informática de 39 anos atribuiu seu gesto ao fato de "não gostar de homossexuais". O prefeito Delannoë nunca escondeu do público sua orientação sexual. Durante sua campanha para a prefeitura, declarou em diversas ocasiões ser homossexual. Esfaqueado no abdome, Delannoë permanecerá internado até o próximo domingo, apesar de seu estado de saúde não ser grave. O ataque contra o prefeito parisiense causou indignação e repulsa em todo o país. Horas mais tarde, a polícia divulgou a identidade do agressor. Azedine Berkam é considerado desequilibrado mental pelas autoridades francesas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.