Prefeito de Paris passa bem, após ter sido esfaqueado

É satisfatório o estado de saúde do prefeito de Paris, Bertrand Delannoë, 52, do Partido Socialista, depois de ter sido esfaqueado nos salões da prefeitura da capital francesa, na madrugada deste domingo. Delannoë sofreu um corte leve no abdome e teve que ser submetido a uma cirurgia, mas seu estado não inspira cuidados. O ataque confirma a extrema fragilidade do esquema de segurança estabelecido em torno dos homens públicos franceses. Em março passado, um desequilibrado mental invadiu a Câmara Municipal de Nanterre, em plena reunião e disparou tiros de fuzil, matando oito vereadores, além de ferir 14 outras pessoas presentes no plenário. Três meses depois, no dia 14 de julho, o presidente Jacques Chirac, por pouco não foi assassinado por um desconhecido que atirou em sua direção, também com um fuzil. Na segunda tentativa, um transeunte desviou o cano da arma, arriscando a própria vida. No caso de Bertrand, o próprio prefeito sempre se recusou a aceitar um guarda-costa em seus deslocamentos mesmo durante as cerimônias dentro da prefeitura. O prefeito foi esfaqueado por volta das 2h30 da madrugada, nos salões da prefeitura de Paris, onde ele presidia manifestações artísticas do programa Paris by Night, criado por ele. Estas manifestações consistiam tanto na prefeitura como nos diferentes bairros, de concertos, representações teatrais, recitais de poesias e shows de músicas de diferentes continentes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.