Prefeito na Itália proíbe moradores de morrer

Giulio Cesare Fava diz que medida foi uma provocação para alertar para situação de cemitério que atingiu capacidade.

BBC Brasil, BBC

15 de março de 2012 | 12h18

O prefeito da cidade de Falciano del Massico, no Sul da Itália, proibiu os moradores de morrer, porque o cemitério local chegou ao limite de sua capacidade.

De acordo com o prefeito Giulio Cesare Fava, a situação teve sua origem em 1964, quando Falciano se emancipou do município vizinho de Carinola.

A cidade vizinha permaneceu, no entanto, administrando o cemitério, que ainda abriga os mortos das duas cidades.

Mas elas divergem quanto à expansão do cemitério atual.

Diante do impasse, o prefeito decidiu criar o que chamou de uma medida ''provocativa'', na qual afirma ser ''proibido para os moradores ir além das fronteiras da vida terrestre e passar para o além'''. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.