Prefeito pró-americano de Haditah é assassinado no Iraque

O prefeito pró-americano de Haditah, uma localidade do chamado ?Triângulo Sunita? iraquiano, foi morto a tiros quando transitava pela cidade nesta quarta-feira, junto com um de seus nove filhos, disse o comando militar dos EUA. O porta-voz militar disse não ter outros detalhes sobre o episódio, mas a TV por satélite árabe Al-Jazira disse que o carro de Mohammed Nayil al-Jurayfi foi atingido por disparos de atacantes não identificados quando atravessava a cidade de cerca de 150 mil habitantes, a cerca de 240 km a noroeste de Bagdá. A Al-Jazira também disse que residentes de Haditah - cidade em que, com em outras da região, predominam os sunitas, simpatizantes do antigo regime de Saddam Hussein - acusaram o prefeito de colaborar com as forças americanas. A rede de televisão do Catar acrescentou que o carro de al-Jurayfi se incendiou após o ataque. Na contínua escalada da violência no Iraque, também perderam a vida hoje um soldado dos EUA que viajava em um comboio militar e uma criança iraquiana de oito anos em um ataque contra tropas americanas que vigiavam um banco em Bagdá. Nesta manhã, um soldado americano morreu durante um ataque com granadas propelidas por míssil lançado contra um comboio militar a oeste de Bagdá, perto da prisão de Abu Ghraib. Até agora, 147 soldados americanos morreram no Iraque, igualando o total de mortos na Guerra do Golfo em 1991. A criança iraquiana morreu quando um atacante lançou uma granada dentro de um veículo militar que vigiava um banco em Bagdá. O motorista do veículo e quatro transeuntes iraquianos foram feridos no ataque.

Agencia Estado,

16 Julho 2003 | 12h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.