Prejuízo em terminal de Heathrow pode chegar a US$50 mi

A British Airways Plc cancelou maisvôos no terceiro dia de caos em seu novo terminal no aeroportode Heathrow. Analistas do Citibank prevêem que os cancelamentoscustarão até 25 milhões de libras (49,7 milhões de dólares) àcompanhia. As ações da British Airways caíram 5 por cento nasegunda-feira, depois que a empresa cancelou mais de 50 vôos noaeroporto de Heathrow, em Londres, e o banco de investimentosGoldman Sachs recomendou a venda das ações da empresa. Cerca de 250 vôos foram cancelados desde a problemáticainauguração do Terminal 5 em Heathrow, o que custou 8,6 bilhõesde dólares. Milhares de malas ficaram retidas por causa defalhas no sistema de bagagens. Os funcionários sofrem com falhas no estacionamento, nasegurança e no acesso ao terminal, que mede o equivalente a 50campos de futebol e foi apresentado pela British Airlines como"a melhor instalação" do tipo no mundo. A inauguração logo se tornou um desastre de relaçõespúblicas e analistas dizem que a renda da empresa também vaiser abalada. "Levando em conta uma receita diária de 23 milhões delibras e os custos de cancelamento por volta de 100 a 200libras por passageiro, estimamos que o impacto até agora foi de15 a 25 milhões de libras (até 49,7 milhões de dólares)",disseram analistas do Citibank em um comunicado. O ministro dos Transportes, Jim Fitzpatrick, disse quelevaria até uma semana para enviar 28 mil malas de volta a seusdonos e considerou os cancelamentos "extremamente lamentáveis". O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, afirmouestar decepcionado e envergonhado com o que aconteceu. (Reportagem adicional de Adrian Croft)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.