Matthew Staver/The New York Times
Matthew Staver/The New York Times

Prejuízo por tornado em Oklahoma pode ultrapassar US$ 2 bilhões

Fenômeno destruiu ou danificou 13 mil casas e 33 mil pessoas foram afetadas, segundo o prefeito

AE, Agência Estado

22 de maio de 2013 | 17h49

OKLAHOMA - O tornado que esta semana devastou o distrito de Moore, em Oklahoma, destruiu ou danificou cerca de 13 mil imóveis residenciais e o prejuízo total pode ultrapassar a marca de US$ 2 bilhões, informaram autoridades locais nesta quarta-feira, 22. Trata-se da primeira estimativa mais clara dos danos causados pelo tornado de segunda-feira.

Enquanto isso, 23 das 24 pessoas mortas pela catástrofe natural foram identificadas até o momento. Há dez crianças entre os 24 mortos, inclusive dois bebês. Seis adultos continuam desaparecidos desde o tornado, disse Albert Ashwood, diretor da defesa civil de Oklahoma.

Calley Herth, porta-voz do Departamento de Seguro de Oklahoma, disse à Associated Press que a estimativa tem base numa análise visual da área devastada pelo tornado de segunda-feira, que avançou por uma faixa de 27 quilômetros.

Segundo a porta-voz, os prejuízos causados pelo tornado podem ser superiores aos de um fenômeno similar que em 2011 deixou 158 mortos em Joplin, no Missouri. Ela salientou que o tornado de Joplin, cujos custos alcançaram US$ 2 bilhões, percorreu uma faixa de terra menor que a do tornado de Moore.

O prefeito de Oklahoma, Mick Cornett, disse nesta quarta-feira que entre 12 mil e 13 mil imóveis residenciais foram atingidos e cerca de 33 mil pessoas foram diretamente afetadas pela tempestade. Não há nenhuma estimativa, porém, do número de desabrigados pela catástrofe. / AP

Tudo o que sabemos sobre:
EUAtornadoOklahoma

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.