Efe
Efe

Premiê australiano alerta para piora dos incêndios

Incêndio na região nordeste do país já duram quase um mês; florestas foram arrasadas

Efe,

21 de outubro de 2009 | 10h02

O primeiro-ministro da Austrália, Kevin Rudd, pediu à população nesta quarta-feira, 21, que se prepare para enfrentar uma piora dos incêndios que atingem várias áreas do país há quase um mês.

 

"Solicito a todos os australianos que estejam totalmente preparados para os desafios que vão existir durante esta nova temporada de incêndios florestais", disse Rudd no Parlamento.

 

Várias áreas habitadas dos estados de Queensland e de Nova Gales do Sul estão ameaçadas pelas chamas que os bombeiros tentam conter, mas que não conseguiram apagar. Uma frente do fogo está próxima à localidade de Rockhampton, cerca de 600 quilômetros ao norte da cidade de Brisbane, e outro no litoral, onde já arrasou mais 380 quilômetros quadrados de floresta e pastagens. Perto de Townsville, cerca de 700 quilômetros ao norte de Brisbane, seguem ativos outros dois grandes incêndios.

 

No fim de semana passado, as autoridades de Queensland declararam estado de emergência em zonas da região central, depois que os incêndios se espalharam.

 

Em 7 de fevereiro, começaram devastadores incêndios no estado de Victoria, que deixaram 173 mortos e destruíram povoados inteiros. Cerca de 80 localidades foram atingidas, mais de 2 mil casas ficaram destruídas e até 455 mil hectares de terreno foram arrasados pelo fogo, em uma das maiores tragédias da história da Austrália.

Tudo o que sabemos sobre:
Austráliaincêndios, alerta

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.