Premiê da Austrália vence disputa no Partido Trabalhista

A primeira-ministra da Austrália, Julia Gillard se manteve como líder do Partido Trabalhista da Austrália, após uma votação entre os membros do partido para definir a sua liderança.

AE, Agência Estado

21 de março de 2013 | 03h28

Gillard enfrenta agora uma batalha para restaurar sua posição em relação aos eleitores uma vez que sucessivas pesquisas de opinião apontaram para uma derrota pesada de seu partido contra a coligação Liberal Nacional de oposição, liderada por Tony Abbott. Entre seus maiores desafios estão a desaceleração da economia e uma série de políticas impopulares que têm enfurecido os eleitores e provocado uma reação da indústria. Além disso, ela deve se esforçar para unir o partido, ferido por meses de disputas de bastidores.

A primeira-ministra convocou a votação depois que um membro do gabinete, Simon Crean, mostrou apoio ao ex-líder do partido Kevin Rudd em uma possível mudança de liderança.

Rudd se recusou a ficar na disputa depois de ficar claro que ele não tinha apoio suficiente entre os 102 membros do Partido Trabalhista. Gillard e o vice-primeiro-ministro Wayne Swan foram reeleitos sem oposição em um breve encontro. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
AUSTRÁLIAVOTAÇÃODISPUTATRABALHISTA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.